Dica: cambagem nos ovais

Como muito pouca gente anda em ovais por aqui, pode ser que muitos não saibam, mas a cambagem dos carros de ovais é completamente diferente que as dos carros de turismo.


Nos carros de turismo a cambagem esquerda e direita normalmente é idêntica, para ajudar no equilíbrio do carro nos circuitos mistos. No oval, como só se faz curva para a esquerda a cambagem tem que ser negativa na roda direita e positiva na esquerda.

Quanto mais rápida a pista, maior o grau das cambagens, mas sempre seguindo isso: negativa na direita e positiva na esquerda. Com este recurso os tempos de volta caem bem, eu senti isso na pele quando comecei a andar com os chassis exclusivos para ovais.

Nestes chassis, em especial o Custom Works Agressor que eu uso, tudo é voltado para fazer peso do lado esquerdo do carro, o que faz com que o carro naturalmente faça muita curva para o lado esquerdo.

Usando uma cambagem neutra a tendência do carro é ficar como um turismo nas retas, mas esqueça as curvas: não será possível fazê-las com velocidade.

O normal nos ovais é entrar na curva no embalo, sem acelerar e quando o carro firmar no chão voltar a acelerar. Freio? o que é isso? Você só usa o freio se for para evitar uma pancada, e normalmente já é tarde demais.

A cambagem positiva no lado esquerdo ajuda a controlar o carro em alta velocidades  e este tipo de cambagem você nunca vai ver num misto.

Com estas regulagens o carro sempre vai andar puxando um pouco para a esquerda, o que é mais que normal, afinal quem quer virar para a direita num oval?