sábado, 16 de fevereiro de 2019

Chegou a hora do "shorty pack"?

A segunda etapa da temporada do ETS - Euro Touring Series - o maior campeonato de automodelismo do planeta, nunca teve tantos pilotos usando baterias lipo curtas, as "shorty". Este tipo de bateria não é novidade, já existe há muitos anos, nunca teve sucesso no uso em touring cars, por que agora teria?


O que acontecia no s anos anteriores é que este tipo de bateria, menor, tinha também menos capacidade, e descarga. Com a evolução das células menores, isso já não é um problema hoje em dia. O que ainda impedia o uso em massa destas baterias era o peso, principalmente. Elas são mais leves, e iriam desequilibrar o carro por completo, afinal eles são projetados para os packs tradicionais de 2S.

Nos últimos tempo um acessório que também não é novidade, também evoluiu: os suportes de bateria com lastro. Isso ajudou a equilibrar o carro uma vez que ate com o pack normal de 2S o carro tendia a ficar mais pesado no lado dos eletrônicos.

Este conjunto de fatores fez com que vários pilotos, inclusive de fábricas, com X-Ray, Serpent, Awesomatix e outras, passassem a usar packs curtos. Vamos ver se a onda agora pega. Com o pack menor é possível organizar os eletrônicos de maneira diferente no carro.

Eu já usei lipo curta 2S no Corally HMX, em 2012, como podem ver neste post.