quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Montagem: Mugen MTC1

 Depois de algum tempo sem publicar uma montagem de kit, vou colocar aqui os detalhes e as fotos da montagem do Mugen MTC1, o primeiro modelo touring car elétrico da marca japonesa Mugen.

No geral o carro segue um padrão excelente de montagem e  construção, com qualidade nos mínimos detalhes. A montagem requer muita atenção, há muitos, mas muitos detalhes, é preciso seguir o manual a risca. Acompanhem os pontos de destaque na montagem a seguir.

Vamos a montagem.

Muita gente não faz a aplicação de cola no deck inferior, eu faço, isso faz com que dure mais, mantém as folhas inteiras por muito mais tempo.

 Este é o deck principal do chassis, o mais estreito que eu já tive até hoje.

 Os primeiros sacos tem peças de chassis e principalmente diferencial e spool.

 Óleos de 450 para amortecedores e 3k para diferencial estão inclusos no kit. Para as pistas daqui eu não os usei, usei 500 nos amortecedores e 8k no diferencial.

 Uma das grandes sacadas do MTC1: na montagem é possível deixar marcado que óleo usou no diff.

 Tulipas de plástico para o spool. Engrenagens do diff.

 A primeira parte complicada da montagem, que requer atenção é o diff. Tem que ficar ligado no manual.

 Depois de montar as engrenagens é preciso colocar óleo até a marca indicada, ou irá transbordar e detonar a borracha de vedação.


 O diferencial montado se assemelha a de modelos nitro, com case em alumínio, de longe mais bonito e durável que o de Yokomo e Xray.

 Polia central única, em plástico de baixo atrito, assim como todas as polias do carro.

 Mais qualidade de construção no spool. Ele é como todo spool, fácil de montar.

 Aqui começa a montagem das partes de alumínio no chassis, há vários detalhes em cada peça.

 Bulkheads idênticos na traseira e dianteira.

 Todos com fácil ajuste de tensão da correia.

 Um tensionador de correia traseira, o MTC1 não economiza nos rolamentos.

 Diff traseiro no lugar, a tensão inicial da correia é um pouco mais para esticada.

 Drive train no lugar.
 Uma visão do spool já montado.

 A polia central tem um reforço lateral, mas a coroa tem fácil acesso.

 Montantes de bandejas, com acabamento impecável e com dezenas de opções de ângulos de ajustes já no kit de caixa.

 Montantes internos traseiros são separados.

 Bandeja dianteira já montada, até o parafuso inferior para a colocação do ball do amortecedores pode ser ajustado para setup.

 O mesmo acontece com a traseira.

 As barras são roletadas e seguem o padrão da maioria dos carros de hoje em dia.

 Tudo se encaixa perfeitamente, mas só se estiver prestando atenção no manual.

 Barra dianteira.

 Barra traseira.

 O sistema de esterçamento é dos mais complexos e funcionais que já montei. Tem muitas regulagens que não se encontra nos outros kits.


 Aqui começa a montagem da suspensão dianteira. Uma das coisas que eu torci o nariz quando vi pela primeira vez, mas depois de montar percebi a utilidade destes braços superiores em "A". Eles proporcionam uma das coisas mais sensacionais que eu já vi em carros touring, o caster variável.

 Acima os braços prontos para colocação. Como tem espaçadores, o ajuste é rápido e fácil.

 Aqui começa  montagem das homocinéticas.

 Steering dianteiro. Ele não conta com C-Hub no kit original. Parecido com o do Schumacher, mas com peças de qualidade superior.

 Suspensão dianteira no lugar.



 Homocinéticas traseiras.

 Acima elas já colocadas.

 Traseira completa.

 O deck superior do chassi do MTC1 original é um dos mais revolucionários que já vi, ele é móvel, não fica preso por parafusos e ajuda absurdamente na flexibilidade do chassis.

 Acima o kit já quase pronto, com o deck superior dividido, com a parte traseira que fica no montante central e o dianteiro, fixado em balls.

 Quase no fim a montagem dos amortecedores.

 Eles contam com tampas que possibilitam deixar "gravado" o óleo colocado neles e o número de furos internos.

 Acima o montante do servo flutuante. Há outro detlahe na foto: o MTC1 já vem com montante sde bolhas reguláveis para os postes em alumínio.

 Acima a espinha central do MTC1 com muitos ajustes de montagem e flexibilidade.

 Servo já montado.

No fim dois detalhes bem legais, o montante dos postes e pára-choques dianteiro conta com entradas de ar e o MTC1 vem com uma caixinha para montar e colocar os fios do ESC, servo e transponder nela.

Aqui termina a montagem do MTC1, mas em breve vou fazer um post com imagens dele já completamente montado, e os seus detalhes, já com tudo instalado. Fiquem atentos às atualizações do site.