quarta-feira, 26 de maio de 2010

Ex-Carangas 3: X-Ray FK05

Me lembro muito bem deste carro, tive dois, mas acabei andando muito pouco com ele, pois parti logo para o T2006. O X-Ray FK05 foi o primeiro carro da nova geração de duas correias que eu tive. Antes dele só tive Fusca e o TC3, que tinha tração por carda, e já falei sobre ele nesta seção de ex-carangas.


O FK era fantástico no design, durável como todo X-Ray e muito rápido, mas sempre me pareceu meio preso, era sempre a minha impressão quando andava com ele. Mas volto e dizer, o carro era rápido. Sua tração com correias rebaixadas era sensacional, mas dava raiva na hora de trocar o pinhão. Esta era uma tarefa que praticamente desmontava metade do carro.

Outra coisa que acabou não pegando, mas veio do T1 eram as porcas de rodas que não eram tradicionais e sim bem maiores que as porquinhas de hoje. Eu gostava pacas da maneira de prender rodas deste carro.

Andei bem com o FK na Pista Rodeo Drive. Na reta o carro era muito bom, muito simples de alinhar e ele parecia uma flecha (mas sempre me dava a impressão que tava preso). Em curvas, andava bem, mas não era nada de mais, nas saídas delas o TC3 dava um banho nele, mas o TC3 era cardã!

Hoje em dia este carro é meio raro, mas continua sendo bom, pelo menos na minha opinião, afinal os carros de uns 4 anos para cá não apresentaram nada de novo, tirando o Team Magic E4 que fez uma graça com a bateria no meio do chassis e alguns Losis também.

Como o FK05 era uma evolução do T1 ele tinha muitas peças do modelo anterior e isso ajuda sempre na manutenção. Gostava de andar com ele com a bolha Mazda 6 da Proline.

Os amortecedores eram nota 10, as balanças eram resistentes mas, como pulley central, eram complicadas de se ter acesso, e eram chatas de ajustar. Aliás ele tinha todos os ajustes, como de praxe nesta nova geração de RC que dura até hoje eu considero que tenha começado em 2002.  O FK05 foi lançado em 2005.. Inclusive este foi um dos primeiros chassi que levaram a sério a coisa de regular a dureza para cada tipo de pista.


Em resumo, um carro muito resistente, honesto e com alguns ajustes pouco práticos. Clique nas imagens para ampliar, elas foram feitas época, e dêem uma olhada no tamanho deste tubo de antena!